Un blog de viajes - Travellerspoint

Patagônia -> Santiago -> Casa

overcast 20 °C
Ver Chile 2009 en el mapa de guilherme.

IMG_0935.jpg
IMG_0955.jpg
IMG_0969.jpg
IMG_0984.jpg

A viagem até Puerto Rio Tranquilo não foi tão tranquila assim. Após a Villa Cerro Castillo a bela Carretera Austral estava repleta de estrada de chão, buracos, pedras e muitas curvas. Foi em uma destas curvas, que, ao deixar passar uma caminhonete, nosso ônibus foi muito para o lado, ficando totalmente inclinado para a direita, próximo a um precipício.

IMG_0985.jpg
IMG_0995.jpg

De lá não conseguimos mais seguir viagem por um bom tempo. Todos os passageiros tiveram que desembarcar do ônibus. “Estamos perdidos na Patagônia Chilena”. Depois de quase 5 horas esperando por auxílio, avistamos uma Van branca, nossa possível salvação.

IMG_1000.jpg

Corremos até ela e, felizmente, conseguimos uma carona juntamente com outros amigos chilenos até Rio Tranquilo. Percorremos mais de 200km, em mais de 4 horas, sentados nos chão da Van (não tinha banco na parte de trás) em meio a muitas curvas, buracos e paisagens maravilhosas, com lagos de cores vibrantes e montanhas cobertas de neve ao fundo. Nossa sorte foram nossos amigos chilenos, que trouxeram para a viagem deliciosas cerejas e serviram como guias para o restante do caminho.

IMG_1004.jpg
IMG_1010.jpg
IMG_1069.jpg
IMG_1070.jpg

Quase não acreditamos, quando enfim, já no final da tarde, conseguimos descer. Mesmo sob o céu cinza, vimos a nossa frente um lago com uma cor azulada inacreditável. Muito lindo!!! Tínhamos chegado ao Puerto Rio Tranquilo.

IMG_1077.jpg
IMG_1082.jpg
IMG_1087.jpg
IMG_1091.jpg
IMG_1102.jpg
IMG_1104.jpg
IMG_1109.jpg

Domingo pela amanhã, juntamente com um casal da Alemanha fomos até o mirador da região. Cachoeiras, lagos e montanhas faziam parte do maravilhoso cenário da região de Aysén. Após 1 hora percorridas de van e mais meia hora de subida a pé chegamos ao mirador. De lá conseguimos avistar as geleiras de um lado e o lago do outro. Realmente havia valido a pena a subida até lá.

IMG_1133.jpg
IMG_1143.jpg
IMG_1156.jpg
IMG_1157.jpg
IMG_1158.jpg

O passeio às cavernas de mármore ficaram para próxima vez. O único meio de voltarmos era uma Van que saía de lá às 2h da tarde. O próximo transporte era somente na 4ª, quando já devíamos estar em Santiago. Após o almoço (sopa de marisco p/ Gui) fomos de Van em direção a Coyhaique. Mais de cinco horas até lá...

IMG_1170.jpg
IMG_1193.jpg

Desta vez procuramos outra hospedagem: Las Salamandras (cerca de 2km do centro da cidade). O lugar era muito bonito, porém não havia serviço de restaurante e a água do banho estava gelada.

IMG_1197.jpg
IMG_1202.jpg

Na segunda fomos até a pedra El Índio, em Coyhaique. De lá pegamos um transfer, que depois de inúmeras voltas pela cidade deixou-nos no aeroporto de Balmaceda.

IMG_1205.jpg
IMG_1215.jpg
IMG_1219.jpg
IMG_1220.jpg
IMG_1221.jpg
IMG_1222.jpg

Passamos a noite em Santiago, vista linda da cidade do único hotel que pegamos durante toda a viagem.

IMG_1230.jpg
IMG_1232.jpg
IMG_1238.jpg
IMG_1239.jpg

Dia 20 fomos para as praias do Oeste: Valparaíso e Viña Del Mar. Não encontramos nenhum “paraíso” na cidade, que a primeira vista cheirava peixe e não parecia ter nada muito atraente. Pegamos um ônibus até Viña, onde optamos por um tour pelas duas cidades, que apesar de próximas, são muito distintas. Vinã possui uma melhor infraestrutura, enquanto que Valparaíso é considerada um patrimônio da humanidade, com vários prédios históricos e casas coloridas construídas na montanha. Há 15 elevadores de onde é possível ir da cidade baixa para a alta.

IMG_1266.jpg
IMG_1272.jpg
IMG_1276.jpg
IMG_1279.jpg
IMG_1282.jpg
IMG_1310.jpg
IMG_1312.jpg
IMG_1314.jpg
IMG_1316.jpg

Visitas a parques, monumentos históricos, praia, almoço com vista para o mar, videiras, pôr do Sol maravilhoso... mas nada comparável às belezas do Centro Sul do Chile.

IMG_1333.jpg
IMG_1341.jpg
IMG_1350.jpg
IMG_1353.jpg
IMG_1359.jpg

Mais emoção para pegar o ônibus em direção ao aeroporto. Descemos correndo as escadas no metrô para tentarmos parar o último ônibus naquela direção. Conseguimos. Passamos a noite no aeroporto até pegarmos o avião, pela manhã, com destino a Curitiba.

IMG_1365.jpg
IMG_1366.jpg
IMG_1370.jpg
IMG_1371.jpg
IMG_1374.jpg

Pouco mais de 3h da tarde estávamos de volta a nossa cidade, debaixo do céu cinza, típico da cidade.
Na mente as lembranças de uma aventura inesquecível, de 0 a 30 graus, em baixo de Sol, chuva, neve e belíssimas paisagens. Fica ainda a certeza do retorno, desta vez, apenas para a região da Patagônia, onde há muitos caminhos para percorrer.

Obrigado por terem acompanhado o nosso blog!

Publicado por guilherme 18:35 Publicado en Chile Tagged backpacking

CompartirFacebookStumbleUpon

Índice de materias

Añadir el primero comentario

Éste blog necesita que estás miembro de Travellerspoint para añadir un comentario.

Inicia sesión en Travellerspoint con tu login

( ¿Qué es esto? )

Si usted no es un miembro de Travellerspoint? Regístrate ahora gratis.

Regístrate en Travellerspoint